segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Internet e leitura

Amigos, compartilho com todos excelente texto do professor Calor Alberto Di Franco. Para nós, aficcionados por tv paga e tecnologia, é bom refletir um pouco.
 
"Os adolescentes são fascinados pelas ferramentas da era digital. Eles não desgrudam do celular, vivem digitando mensagens de texto, passam horas escrevendo em blogs, navegando na web ou absortos nos videogames. Mas a dependência da internet não é exclusiva dos adolescentes.

Todos nós sucumbimos aos apelos do mundo virtual. Eu mesmo fiz o propósito de não acessar meus e-mails nos finais de semana.

Tem sido uma luta. Com vitórias e derrotas.

Para o americano Nicholas Carr, formado em Harvard e autor de livros de tecnologia e administração, a dependência da troca de informações pela internet empobrece a cultura.

Ele falou à revista Época durante visita ao Brasil. Segundo Carr, o uso exagerado da internet reduz a capacidade de pensar com profundidade. “Você fica pulando de um site para o outro. Recebe várias mensagem ao mesmo tempo. É chamado pelo Twitter, pelo Facebook ou pelo Messenger. Isso desenvolve um novo tipo de intelecto, mais adaptado a lidar com as múltiplas funções simultâneas, mas que está perdendo a capacidade de se concentrar, ler atentamente ou pensar com profundidade.” A internet é uma magnífica ferramenta.

Mas não deve perder o seu caráter instrumental.

Ler é preciso. Jovens, e adultos, precisam investir em leitura e reflexão. Só assim, com discernimento e liberdade, se capacitam para conduzir a aventura da própria vida."

Nenhum comentário:

Postar um comentário